29 de ago de 2012

É preciso saber fazer seu amor durar!



Tem gente que acha que difícil é conquistar. Tá, não vou dizer que seja a tarefa mais fácil do mundo, afinal, requer charme, espontaneidade, coragem de correr riscos, um mínimo de autoestima e, sobretudo, coerência para atrair alguém com chances razoáveis de dar certo, ou seja, com compatibilidades!

Mas, pode ter certeza de que mais difícil do que conquistar é saber manter um grande amor. É saber transformar a paixão inicial numa parceria com boa dose de sintonia, respeito, confiança e admiração. Difícil mesmo é compartilhar com leveza, conviver com tolerância e relevar, abstrair, superar a si mesmo.

Sim, o mais difícil de tudo é conseguir se enxergar no outro. É parar de apontar o dedo e acusar como se qualquer pessoa pudesse ser responsabilizada pelos percalços no seu relacionamento, menos você mesmo. Parar de botar lentes de aumento em tudo o que o outro faz de errado e começar a exaltar seus encantos, suas qualidades.

Difícil mesmo, gente, é regar a plantinha todos os dias. Porque se não nos mantivermos atentos e comprometidos, o "todos os dias" distrai, cansa e perde a importância. E este é o maior erro da grande maioria das pessoas: esquecer que o amor é feito de um dia de cada vez.

Tendemos a acreditar que amor de verdade dura para sempre sem que nada precisemos fazer além de decidir isso uma única vez. Apostamos que uma vez escolhido, o amor sobrevive por si só. Errado! Isso não funciona! Amor é verbo de ação. É escolha diária. É um constante fazer, refazer, desfazer e começar tudo de novo! Amor é dinâmico, vivo, e por isso, precisa ser nutrido!

Como? Ótima pergunta! Cada um tem a sua lição de casa: descobrir de que forma melhor sabe reconquistar a pessoa que está ao seu lado. Mas de uma coisa eu tenho cada dia mais certeza! É de que o primeiro passo é você quem terá de dar! Enquanto continuar esperando que o outro mude, que o outro faça, que o outro ceda, que o outro te reconquiste, nada de efetivo e satisfatório poderá de fato acontecer! É você quem tem de agir!

Infelizmente, não existe uma receita que funciona para todo mundo. Mas algumas dicas podem ser providenciais e fazer a diferença na sua intenção de fazer o seu amor durar!

Meça as palavras na hora em que estiverem discutindo!
Quando estão nervosos, a chance de exagerarem e distorcerem o que vêem e o que sentem é bem grande. Por isso, pense antes de falar e, se for o caso, espere a poeira baixar para continuar a conversa.

Lugar de lavar roupa suja é em casa mesmo!
Esse negócio de brigar na frente dos outros, ofenderem-se ou expor o que o outro fez de errado não está com nada. Só serve para constranger a pessoa que você mesmo escolheu para viver ao seu lado. Segure a onda e espere chegar em casa para conversarem.

Observe e elogie ao menos uma qualidade do outro por dia!
Basta começar para encontrar ótimas razões de reconhecer o quanto você é inteligente por ter escolhido essa pessoa dentre as 7 bilhões do planeta! Faça isso agora!

Cuide de sua aparência e de seu perfume, como fazia no início.
Tem gente que acha que só na hora de conquistar é preciso escovar os dentes, cuidar dos cabelos e passar perfume. Não caia nessa cilada, porque detalhes contam muito na hora de manter uma relação.

Compartilhe sentimentos, pensamentos e, principalmente, sonhos!
Não deixe que o trabalho, os filhos e as contas mensais roubem sua vontade e seu entusiasmo para contar sobre o que sente, pensa e deseja viver. Compartilhe porque isso aumenta demais a intimidade e cumplicidade entre vocês.

Seja parceiro nos momentos difíceis!
O modo como você se comporta quando o outro está passando por uma fase difícil vai ser lembrado por muito tempo. Vale a pena se esforçar e caprichar na atenção, na paciência e no carinho!

Riam de si mesmos! Façam piadas e divirtam-se juntos!
A vida já é, por si só, muito dura algumas vezes. Por isso, faça a sua parte e cultive a alegria, o senso de humor e a leveza! Quando tudo estiver dando errado, ria. Tente e veja como isso pode aliviar a tensão e facilitar as soluções.

Seja você mais paciente e tolerante!
Pare de achar que é o outro quem tem de ter mais tolerância. Tenha você! Mude você! Isso é sinônimo de originalidade e inteligência. E se não houver reciprocidade, fale: tenho tentado dar o melhor de mim, mas parece que não tenho conseguido. De que forma você acha que eu posso melhorar? E escute de verdade!

Faça algo novo, diferente. Saia da rotina!
Não deixe que o dia a dia cegue o casal e transforme a vida de vocês numa grande chatice. Vá tomar um chope num final de tarde ou comer um cachorro quente na praça da cidade. Chega de dar desculpas e faça algo pra tirar as "teias de aranha" desse relacionamento.

Brinque de sedução e erotismo de vez em quando.
Sei que transar todo dia ou esperar uma performance de cinema na maioria das vezes é utopia, mas convenhamos: de vez em quando, dá sim para caprichar no cenário e no visual e brincar de namorar. É tudo de bom e revigora a relação.

Beijar é fundamental! Intimidade é o que os torna um casal!
Infelizmente, muitos casais deixam de se beijar com o tempo. Beijar mesmo, beijo completo, com língua e demorado. Essa é uma das atitudes que você só tem com quem se relaciona, por isso não perca o que diferencia essa relação da que você tem com amigos, filhos e familiares.

Fazer seu amor durar realmente requer investimento, dedicação e atualização. Mas se você faz isso com seu trabalho, com seu conhecimento e com sua vida material, por que vai negligenciar justamente a área mais importante de sua vida? E se não acha a mais importante, imagine agora que acabou de sofrer um acidente ou uma grande perda. Para quem vai ligar? Com quem vai contar? De quem espera receber companhia e apoio?

Tomara que seja da pessoa com quem você escolheu compartilhar seu coração, sua casa e sua cama!


Por Rosana Braga



21 de ago de 2012

O amor foi feito para dar certo

Sim, afirmo categoricamente: O AMOR FOI FEITO PARA DAR CERTO.

Não existe fórmula, nem magia, o amor é a própria magia.

Ouço constantemente de amigas e clientes as dificuldades e tropeços das coisas do amor. Não duvido delas, sei o quanto sofrem, mas o que tento explicar é que o sofrimento só existe porque as expectativas são imensas. As pessoas ainda insistem em viver um sonho e não em viver um amor. Não dá para trazer para a realidade um amor de novelas, o conto de fadas das mulheres modernas.

Criar expectativas é o mesmo que assinar (inconscientemente): Vou me desiludir.

Não existe homem ou mulher dos sonhos, já está afirmado que é sonho. É preciso que se entenda que as pessoas são reais, têm defeitos, têm chatices, têm manias, ficam de mal-humor, se irritam, mas também possuem qualidades. Ninguém é feito só de luz, pois todos nós possuímos sombras.

Quando afirmo que o amor foi feito para dar certo é porque o amor apenas quer ser expresso, é uma energia que pede liberdade e movimento. Impedimos que o amor seja livre quando colocamos obstáculos, barreiras enormes, somos mestres em construir paredes para que o amor não se expresse. Vamos entender isso melhor?

Um casal se conhecesse, se atrai. Começam a sair, se entrosam muito bem, a conversa é boa, a química acontece. Ela chega em casa e pensa:
- Nossa, foi tão bom. Será que ele vai me ligar amanhã? Será que ele gostou de mim? Será que vai lembrar que eu disse a ele que mês que vem é meu aniversário?

Ele:
- Foi legal, vou chamá-la pra sair denovo qualquer dia.

Geralmente as mulheres criam muito mais expectativas do que os homens, o que não significa que os homens também não sonhem, que eles também não criem suas expectativas, eles criam sim, mas depois, quando começam a se envolver de fato.

Ele pensa em ligar para ela qualquer dia, a expectativa dela é para o dia seguinte! E ele nem se quer prometeu isso, ele apenas disse: te ligo, tá?

Ela acorda pela manhã olhando para o celular, vai tomar banho com o celular na pia, almoça sem nem prestar atenção no que engole, o celular toca, o coração dispara! Quando vê que é ligação da melhor amiga diz que vai desligar porque está esperando uma ligação importantíssima e qualquer assunto com ela pode esperar. Se frusta, fica com raiva. Começa a anoitecer e nada, no desespero consulta a taróloga, ela diz que a ansiedade atrasa tudo, para confiar mais nela mesma e ter paciência, ainda é muito cedo para tanto. É tarde, vai deitar, perde o sono. O celular ao lado do travesseiro não dá sinal de vida. Irritada, às 2h da manhã liga para amiga para desabafar, a amiga chateada por ela não a ter ouvido mais cedo se recusa a atender. A moça nervosa, maldiz o rapaz, o xinga de aproveitador, mentiroso e se julga a mulher mais azarada do mundo: Não quero mais saber dele! Os homens não prestam!

Ele acordou cedo, foi trabalhar, pensou nos projetos, nas contas para pagar. Na hora do almoço conversando com um colega, lembrou dela e pensou o quanto era legal. Não sentiu a menor vontade de ligar pra ela porque a intenção era ligar no fim de semana para combinarem de sair. Saiu do trabalho a tarde, encontrou uns amigos, foi para casa. Acessou a internet, o celular tocou algumas vezes, ele atendeu uma garota com quem tinha saído fazia algum tempo, ela queria um encontro e ele disse que marcaria com ela um fim de semana e desligou.

Na sexta-feira ele liga pra ela. Ela deixa o celular tocar e não atende. Ele pensa que ela pode estar ocupada e resolve esperar pra ligar mais tarde. Ela fica enfurecida porque ele nem se quer tentou outra vez. Ela tem vontade de ligar de volta, mas a amiga diz que não porque assim ela se rebaixa. Quatro horas depois ele liga, ela já toda descabelada, ameaça atender ao primeiro toque, a amiga pega o celular da mão dela e diz pra ela esperar tocar mais 6 vezes. Ele espera, a ligação cai. Ela chora desesperada e amiga diz pra ela esperar que ele liga denovo. O celular dele toca, a outra moça com quem ele havia saído o convida para uma balada. Ele fica na dúvida, pensa que gostaria de sair com a outra, mas ela não atendeu as ligações, ela devia estar ocupada mesmo, a moça insiste no telefone. Ele aceita. Ela espera em vão, chorando e triste a noite toda.

O amor é simples, quer dar certo... Pra quê tanta complicação? Não estou aqui na defesa dos homens porque existem muitos homens complicados, mas sou obrigada a observar que as mulheres ganham disparado no quesito das expectativas. Sejamos mais leves. Não é apenas saber esperar, mas principalmente acreditar e confiar em si mesmo. As coisas não têm que acontecer no tempo e na medida que queremos, acontecem como podem porque relacionamento não envolve uma pessoa apenas que é você, envolve a ambos e o outro também pensa, também sente, também espera. Na dúvida, converse, não tire conclusões por si só porque geralmente são enganosas e lembre-se: O amor foi feito para dar certo.


Drika Gomes





Como vai sua vida amorosa??


Vamos trabalhar sua energia para o amor?



Consultas de tarô terapêutico, atendimento online por msn ou skype.


14 de ago de 2012

Por que você ama quem você ama?




O memorável Carlos Drummond de Andrade, um de nossos poetas mais conhecidos, certa vez escreveu que "existem muitas razões para não se amar uma pessoa, mas apenas uma para amá-la". No sentindo mais poético e eloquente da questão, é muito provável que a afirmação dele esteja correta! Entretanto, estamos longe de saber amar somente com poesia e eloquência e, assim, buscamos incansavelmente as razões.

Assim, começo essa reflexão propondo que você responda a seguinte pergunta: quais são as razões do seu coração? Ou melhor, quando você olha pra essa pessoa que diz amar, como completaria a frase "eu a amo porque..."? O que faz com que essa pessoa se torne, ao seu coração e de acordo com os seus valores, digna de ser amada?

Posso apostar que, enquanto apaixonados, preencher essa frase com muitos e muitos motivos é, além de fácil, um enorme prazer. Porém, conforme vocês se deparam com o aspecto humano nu e cru um do outro, conforme se vêem diante da navalha da convivência e da cobrança da realidade, as idealizações vão desmoronando uma a uma, até ficar evidente também o que existe de mais apático e sem cor em cada um! Daí, então, completar a frase com apenas uma razão que seja, pode se tornar um árduo, sufocante e doloroso desafio.

Eu estaria sendo absurdamente injusta se deixasse os crentes no amor acreditarem que o tempo desfaz as máscaras das mais belas qualidades que o outro tem quando nos apaixonamos por ele. Não, não é isso! Primeiro, porque não se tratam de máscaras. O outro é mesmo dono de cada uma dessas preciosidades. E depois, porque o tempo não é exatamente o responsável por torná-lo vulnerável e pálido no palco da conquista e da sedução.

Mais do que o desenrolar da vida, que insiste em evidenciar e até intensificar nossos medos, inseguranças e aqueles incômodos sentimentos inerentes às relações amorosas, como ciúme, possessividade e crenças sobre homens, mulheres e relacionamentos, é a maneira como adubamos -ou deixamos de adubar- esse solo em que cresce nosso amor, que vai nos tornar fortes, robustos e amadurecidos ou... anêmicos, fragilizados e imaturos!

Portanto, para que você esteja com as razões na ponta da língua quando tiver de responder, seja para si ou para quem quer que seja, sobre por que você ama quem você ama, só tem um jeito: treinando, exercitando o reconhecimento, ou melhor, elogiando essa pessoa que você escolheu para se relacionar!

O elogio é altamente poderoso, afrodisíaco, consistente e benéfico. Cura desconfianças infundadas, fortalece a autoestima, reforça os laços de cumplicidade e intimidade, alimenta o desejo e solidifica a mútua admiração. Portanto, se você consegue enxergar as qualidades do seu amor sem nenhum esforço, aproveite para começar a contar a ele, pelo menos uma vez por dia, sobre alguma das razões pelas quais você o ama. Mas se sua relação estiver desgastada, desbotada e murcha, então, você terá de se esforçar. Mais do que depressa, comece a relembrar das razões que fizeram você se apaixonar por essa pessoa e declare-as o maior número de vezes possível.

Diga algo como "amo você porque você é uma pessoa carinhosa e atenciosa comigo", e ponto final. Sem mais delongas. Mas faça isso por vários dias seguidos, sem previsão de parar. E se essa pessoa não estiver sendo o que você está dizendo que ela é, certamente vai, em breve, sentir-se motivado a fazer por merecer cada um de seus elogios.

Sim! Porque somos motivados pelo reconhecimento de nossas atitudes. Mas, infelizmente, fomos pesadamente treinados para reconhecer o que o outro fez e faz de errado, de ruim, que nos magoa. Mas nos esquecemos de reconhecer e até de agradecer pelo que ele fez e faz de certo, bom e que nos agrada.

E assim, desnutridos, sem força e desmotivados, os amores vão morrendo sem que a gente se dê conta dos motivos. E tudo poderia ser tão diferente se nos respondêssemos mais vezes - e contássemos isso ao outro - sobre as razões pelas quais ele é tão digno de ser amado! 




SINASTRIA AMOROSA NAS CARTAS DE TARÔ 

e NUMEROLOGIA

VOCÊ SABIA QUE POR MEIO DE UMA CONSULTA DE TARÔ PODE CONHECER MAIS A RESPEITO DAS AFINIDADES QUE POSSUI COM SEU AMOR? É POSSÍVEL TAMBÉM SABER QUAIS SÃO OS PONTOS MENOS AFINS E DESTA FORMA COMPREENDER MELHOR COMPORTAMENTOS, EVITANDO ASSIM CONFLITOS DESNECESSÁRIOS. COM A CONSULTA DE TARÔ SINASTRIA AMOROSA PODERÁ TER UMA VISÃO DINÂMICA DO RELACIONAMENTO PARA QUE SUA VIDA AMOROSA SE TORNE MAIS EQUILIBRADA E HARMONIOSA!



30 minutos de consulta POR MSN OU SKYPE = R$55,00

60 minutos de consulta POR MSN OU SKYPE = R$95,00
                                                





6 de ago de 2012

Pare de esconder o que sente!


 CARTA 7 DE COPAS - MOMENTO DE ENFRENTAR


Quando se trata dos problemas no relacionamento amoroso, especialmente quando a convivência é diária, o conselho mais sábio seria não dar ênfase e importância demais às picuinhas e pequenas rusgas, nem ignorar o que realmente tem importância. E como saber? Bem... cada um terá de encontrar e aprender a usar seu próprio medidor.

E sabe do que mais? No fundo, a maioria de nós, com um tantinho de cuidado e bom-senso, sabe muito bem o que realmente importa. Além disso, na dúvida, nada que uma conversa objetiva, clara e carinhosa, com a real intenção de chegar a um consenso, não resolva!

Portanto, pra não correr o risco de passar anos e anos tapando o sol com a peneira neste relacionamento, pra não desperdiçar sua chance de ser feliz empurrando a sujeira para baixo do tapete e, por fim, para ser coerente com a decisão de dormir e acordar ao lado de alguém com quem você está construindo a sua história, pare de se comportar feito tolo!

Pare de fingir para si mesmo que está tudo bem. Ou, pior, tem gente que sente uma coisa e demonstra outra! Sente ciúme, mas demonstra raiva. Sente medo de perder, mas demonstra agressividade e mau-humor. Sente carência, mas demonstra autossuficiência. Sente insegurança, mas demonstra orgulho bobo. Sente tristeza, mas demonstra indiferença. Sente dor no coração, mas demonstra soberba e arrogância. Pra quê? De que adianta? O que resolve? E se resolve, de que jeito? A que preço? Por quanto tempo? Com que verdade?

A questão é que tudo isso não passa de um joguinho infame, ineficiente e que despende muita, muita energia. Uma energia que poderia ser investida numa dinâmica mais madura, mais enobrecedora, mais criativa e bem mais eficaz!

Pra começar, que tal parar de achar que o outro tem de ter uma bola de cristal e adivinhar o que você quer, como quer, se gostou ou se não gostou? Que tal você mesmo contar, exatamente como contaria ao seu melhor amigo? Exatamente como contaria para alguém em quem confiasse, abrindo seu coração, mostrando sua fragilidade e o que você re-al-men-te está sentindo?

Mas não se engane: é preciso crescer para sustentar a verdade! Porque por mais óbvio que seja o fato de que "não brigar e parar de se acusar" é bem melhor do que viver em pé de guerra, também é fato que a grande maioria dos mortais está terrivelmente viciada na química da briga, da discussão e dos mais ridículos joguinhos.

Saiba que enquanto você insistir em representar, sem ter a coragem de ser autêntico, de assumir seus medos, suas inseguranças, suas tristezas, seu ciúme, entre tantos outros sentimentos lindamente humanos, vai continuar no ensaio, sem nunca entrar em cena de verdade. Vai continuar no treino, sem nunca entrar em campo de verdade. Vai continuar levando uma vidinha medíocre (bem mais ou menos), sem nunca experimentar a deliciosa sensação de ser você, de verdade. Sem nunca levantar essa porcaria de tapete e dar um fim nessa sujeira que não faz o menor sentido de ser guardada.

Em última instância, relaxe, pois a escolha é sua. Se preferir continuar exatamente como está, fique à vontade. Mas se tiver coragem de ao menos tentar romper com essa dinâmica doentia de ser incoerente e falar por meio de indiretas ou por meio do silêncio, então... prepare-se para viver experiências sobre si mesmo, sobre o amor e sobre a vida que, certamente, nem imaginava serem possíveis!

Por fim, não se engane: trata-se de um exercício diário, um exercício sem fim, para toda a vida! Mas só se você quiser fazer tudo isso valer a pena, claro!