19 de fev de 2013

Cavaleiro de paus - O sedutor

Drika Gomes taróloga
Hoje eu quero falar a respeito da personalidade expressa na carta do cavaleiro de paus, justamente por isso escolhi essa imagem, o personagem central do filme Lendas da paixão, com Brad Pitt. 

Ele atua encarnando a fiel imagem de um cavaleiro de paus com seu espírito audacioso e valente - é o que faz acontecer e promove mudanças por onde quer que passe, tanto na vida das pessoas em sua volta como nos corações das mulheres que por ele suspiram. O que torna o cavaleiro de paus tão sedutor e envolvente é a capacidade de fazer o que os outros cavaleiros não fazem, pois enquanto o cavaleiro de copas é sentimento e romantismo, ele é mistério, enquanto o cavaleiro de espadas é racional e frio, ele é atirado e picante e enquanto o cavaleiro de ouros planeja e visa poder material, ele faz acontecer e para si tira proveito e prazer.

O cavaleiro de paus tem alma indomável, anseia pela liberdade dos pensamentos e principalmente das suas atitudes, não tolera ser comandado e não se permite dominar por ninguém, por isso foge da paixão ao mesmo tempo que a busca, ter uma mulher dando ordens ao seu coração é o que ele mais teme, porém o que mais deseja.

O cavaleiro de paus não quer compromissos, não gosta de obedecer regras, ele faz o que sente vontade. Ama com intensidade e sua raiva também pode ser tão intensa e cruel que o cega. 

Homens com essa personalidade podem ser facilmente confundidos com os "cafajestes", porém eles não são, pois o cavaleiro de paus não engana e nem trai, ele ama, admira e respeita, mas não assume compromissos. Diferente do tipo cafajeste que até assume compromissos, mas vive enganando e mentindo. 

O cavaleiro de paus tem alma selvagem, o cafajeste, muitas vezes parece que nem tem alma, não é?

O cavaleiro de paus é verdadeiro, primeiramente com ele mesmo. Ele diz a verdade, mesmo sabendo que poderá ferir ou magoar, mas assim ele prefere porque é como se sente bem.

Ele se arrisca, luta, protege, mas não se fixa num só lugar. De repente, quando todos estão acostumados com sua presença, ele simplesmente decide partir porque sente em sua alma a necessidade de conhecer outros lugares, outras pessoas, viver novas experiências e quando encontra outro amor é sincero e diz ao amor antigo que a história acabou porque encontrou outra pessoa.

Pode ser visto como cruel e insensível, mas é seu temperamento.

Nas minhas consultas já ouvi muitas mulheres fazendo reclamações e se lamentando por seus amados cavaleiros de paus, pois elas ficam com coração partido, se sentem frustradas, desiludidas, mas o interessante é que elas sabem que nunca foram enganadas porque eles sempre diziam a verdade, uma verdade que elas desejavam intensamente que fosse mentira.

São os homens que surgem repentinamente, provocam grandes paixões e durante todo o tempo que estiverem com a mulher que amam, serão os melhores amantes, apaixonados e intensos, mas de repente também se vão, se afastam, somem ou simplesmente dizem adeus.






Drika Gomes
Taróloga, numeróloga e terapeuta holística


Veja artigos sobre outros cavaleiros do tarot:  Cavaleiro de ouros | Cavaleiro de copas | Cavaleiro de espadas

15 de fev de 2013

A carta da morte - Transformação

Eu quis mostrar aqui uma imagem mais suave da carta da morte,  pois é uma carta que assusta sempre que sai num jogo e dependendo da imagem que ela traga a impressão pode ser bem forte. 

A morte nada mais é do que a passagem de uma situação para outra, representando sempre as transformações que vêm de uma guinada de 360° na vida de uma pessoa.

Precisamos desmistificar a carta da morte como se fosse um mau presságio ou coisa do tipo. Esta carta traz a mensagem das mudanças necessárias para a evolução de uma pessoa ou de uma situação.

A borboleta é o ser que melhor representa a transformação necessária para a chegada de um novo estágio, de um novo clico na vida. 
Quando a carta da morte sai num jogo indica que a situação em questão precisa ou vai passar por uma grande transformação, trazendo um novo horizonte, mostrando novas realidades que precisam ser apresentadas e vividas.

A morte representa o antigo que se vai dando lugar ao novo, idéias retrógradas, pensamentos ligados às questões do passado, conceitos ultrapassados...

Desapego e desprendimento também são mensagens na carta da morte. É hora de abandonar o velho navio, repleto de tralhas e memórias e se lançar ao mar num novo barco, moderno e mais arrojado!

Esta carta pode significar mudança de endereço, de emprego, uma transformação na vida financeira e uma nova etapa profissional.

Na saúde traz a mensagem da busca por uma forma de vida diferente, deixar de fazer o que faz hoje e renovar os cuidados consigo mesmo, buscar um novo esporte ou mudar a dieta.

Claro o significado da carta da morte num jogo pode ser interpretado de várias maneiras, sempre dependendo das outras cartas que saem junto. Contudo, eu quis mesmo frisar aqui que a carta da morte não tem esse aspecto obscuro que mete medo em muitos.




Drika Gomes
Taróloga, Numeróloga e Terapeuta Holística






12 de fev de 2013

O louco que nos habita

Vamos falar um pouco de mitologia? A carta do louco no tarô mitológico é representada pela figura de Baco - o deus romano do vinho, das festas, do prazer e das folias.
De acordo com a mitologia romana, Baco ao tornar-se adulto descobriu a forma de extrair o suco da uva e produzir o vinho. Com inveja, a deusa Juno (Hera no panteão grego) transforma Baco num louco a vagar pelo mundo.

A carta do louco nos remete também aos impulsos que cometemos sem medir as consequências, pois se reparar na figura da carta perceberá que o menino está prestes a cair de um precipício, enquanto pula alegremente, olhando para as paisagens, se encantando com com os pássaros e as flores, não se dá conta do chão em que está pisando e dos perigos iminentes.

A carta do louco então vem nos trazer a mensagem das atitudes impensadas, da falta de observação e concentração, do espírito atirado e desprendido que simplesmente segue em frente sem preocupações. Traz também a mensagem da inocência, da falta de malícia e do grande sentimento de liberdade.

O louco apesar de ser essa criatura totalmente distraída, não sofre nenhum acidente pelo seu caminho, não se fere, não cai em armadilhas - como explicar isso? É simples. O louco tem um protetor, a águia que o acompanha em todos os lugares para onde vai. Opostamente ao louco, a águia observa tudo atentamente e o alerta de possíveis perigos que ele possa passar.

Levando a carta ao entendimento psicológico, o louco nos fala dos nossos desejos, das nossas vontades, da ânsia por aventuras ou coisas que muitos poderiam achar "loucura", como por exemplo saltar de para-quedas, voar de asa delta ou praticar bungee jumping. De repente até mesmo de atitudes julgadas "insanas" como namorar uma pessoa comprometida, fazer uma viagem para algum lugar distante e desconhecido sozinha(o) e o importante a ser salientado é que são atitudes como essas que nos mantém vivos e ligados na vida, é o que nos faz ter histórias para contar. 

É sempre bom saber que o louco tem um protetor, mas não podemos contar apenas com essa proteção espiritual no decorrer da caminhada do louco, pois apesar de termos um louco que habita em nós, temos também a consciência que nos guia e o grande segredo é que ambos; consciência e loucura, caminhem juntos, dando espaço um ao outro, numa jornada que leve o louco à evolução.


Frase da carta do louco:

"O acaso vai me proteger enquanto eu andar distraído"
                                    Titãs



Drika Gomes
Taróloga/ Terapeuta Holística e Escritora
(11) 95494-2918






8 de fev de 2013

Carta 5 de copas - A desilusão

Primeiramente é preciso entender que a desilusão não é ruim, pois quem se desilude é porque deixou de estar iludido e o estado de ilusão é falso, enganador, coloca em nossos olhos cortinas coloridas que escondem uma realidade por trás, nos faz enxergar um mundo numa paisagem de fundo falso. Tudo bem que tem muitas pessoas que preferem viver de ilusão, é opção de cada um, mas quero falar aqui de quem se ilude por carências ou expectativas demais, como a pessoa que se apaixona cegamente quando encontra um outro alguém que ela acredita com todas as suas forças, ser sua alma gêmea e depois de um tempo vai descobrindo que de alma gêmea não tem nem o cheiro. 

O 5 de copas vem revelar o momento da decepção diante do confronto com suas próprias fantasias despidas, é cruel ver um castelo desmoronar, ver um príncipe virando um ogro, ver um lago com cisnes se transformando numa lagoa com crocodilos, você era tão mais feliz quando tudo parecia ser exatamente o que acreditava, não era? Mas ninguém é culpado por sua desilusão além de você mesmo(a)! É exatamente isso! Não foi ninguém que colocou as ilusões dentro de você, pois apenas nós mesmos temos a capacidade de criar ou destruir nossas realidades.

A carta do 5 de copas traz a mensagem de que é preciso passar pela decepção, é mais um aprendizado no caminhar da vida, é o momento que nos fortalece e nos faz perceber que somos passíveis de nos enganarmos, mas que em algum momento a realidade vem bater à porta e pedir para entrar e o simples ato de abrirmos a porta ou não é que determinará nossos passos futuros e nosso entendimento das emoções.

Por mais que seja um momento de dor e angústia, a desilusão nos coloca frente a frente com a vida, é preciso ter tempo para o luto que vem da morte de uma consciência e o surgimento de uma outra, tempo para a adaptação, para a rejeição que irá anteceder a aceitação, são processos inevitáveis e o modo como cada um passa por eles, depende muito da natureza do ser, uns sofrem muito, outros menos, mas todos, inevitavelmente, sofrem e um belo dia viram a página.



Drika Gomes
Taróloga e Terapeuta Holística
(11) 95494-2918