1 de mai de 2014

Como lidar com as frustrações?

Todo grande desejo gera em nós uma energia muito forte de expectativas. Quando queremos muito que algo aconteça, seja em qualquer situação, automaticamente criamos sonhos, fantasiamos e projetamos um futuro onde aquele desejo está se realizando e acontecendo. Quanto mais permanecemos dentro dessa expectativa, muito mais ansiosos nos sentimos e dispensamos boa parte de nossas energias apostando as fichas num futuro que escolhemos acreditar.

Escolhemos acreditar porque sonhar é bom, nos faz bem, nos permite viver por antecipação um estado de entusiasmo, fé ou alegria que nos motivam na caminhada da vida e é maravilhoso quando depois de tanta espera e ansiedade, conquistamos o resultado tão desejado, mas o problema é quando as coisas não dão certo, quando aquilo que você tanto queria não se concretiza, quando vê seus sonhos se desmancharem em questão de instantes. Nesse momento é que a casa cai e a decepção chega junto com a frustração. Não dá para não ficar triste, não tem como disfarçar mesmo que tente engolir à seco, pois uma decepção sempre chega como uma facada no peito e essa dor você tem que sentir, não há outro jeito, não dá pra fugir. Ela pode durar alguns minutos, dias ou anos, isso é você que vai decidir, vai depender da sua capacidade de aceitação e da sua força para se reerguer e tocar em frente.

Quanto maior a expectativa, maior pode ser a decepção. Fato!

Corremos na vida sempre o risco de acertar ou errar, conquistar ou perder, faz parte da vida afinal ninguém ganha em tudo sempre, em algum momento teremos que enfrentar um momento de perda e nessa hora a única alternativa e vivenciar a situação, mas nunca se pode escapar de sentir dor.

O importante é quando conseguimos fazer das frustrações uma motivação a mais para tentar denovo, para fazer melhor, para nos superarmos. Não importa o tempo que leve para a tristeza ir embora porque vai durar o tempo que tiver de ser, até que sinta que acabou e é hora de recomeçar. 

Toda frustração dói e a gente é mestre em criar expectativas, não é mesmo? O ser humano precisa sonhar para ter objetivos, fazer planos e sem isso somos o quê?

Você se dedica muito para passar numa prova, estuda o ano inteiro, sacrifica seus finais de semana com amigos e festas, vive numa ansiedade maluca porque tudo que mais deseja é ser aprovado(a), mas não consegue passar. O primeiro pensamento que vem é de decepção consigo mesmo(a) por não ter sido capaz, por ter falhado. Você se culpa e a primeira punição vem de você mesmo(a)! Se revolta, resolve que não vai mais perder seu tempo e abandona a idéia de prestar um novo concurso porque afinal de contas você não vai conseguir, então para que insistir?  Algum tempo depois da bronca toda ter passado e depois do peso da frustração ter diminuído você começa a se sentir incomodado(a) porque existe algo dentro de você que pede desafios, que pede movimento e vida e você começa a sentir falta de ter algo para sonhar, de ter um objetivo e algo para colocar suas energias e de repente, não mais que de repente, irá se ver novamente criando expectativas, sonhando e acreditando em alguma coisa. É assim que a vida é.

As frustrações fazem parte da vida, assim como as conquistas e as vitórias.

Faça de cada decepção um motivo a mais para ir em frente. Faça da raiva pela falha um combustível que te impulsione a ser melhor! 

Nunca deixe de sonhar porque quem não sonha já morreu e não sabe disso.


Drika Gomes
Taróloga e terapeuta