14 de jul de 2015

Por que meus relacionamentos não dão certo?

Essa é uma pergunta que muitos se fazem, mas nem sempre estão preparados para ouvir a resposta. 

Quando um relacionamento termina é muito comum ver no outro todas as culpas e todos os motivos para que não tenha dado certo e a maioria realmente se sente a grande vitima da história, sai gritando aos quatro cantos do mundo o quanto foi enganada, injustiçada, se lamenta e se pergunta por que nunca dá certo, por quê?

Que tal uma grande verdade? Será que suporta?

Nunca dá certo por culpa SUA! É isso mesmo, não tape os ouvidos não, nem feche os olhos! Tenha coragem e leia esse texto até o final. Enfrente sua verdade. Melhor olhar para seus erros do que ficar chorando o tempo todo procurando quem sinta pena de você. Se fazer de coitadinho(a) não vai te ajudar em nada. Quem se faz de coitado vira pano de chão!

Não sei quais foram seus erros, mas pode ter certeza que você pisou na bola e feio, muitas vezes. Você não é perfeito(a), ninguém é, partindo deste princípio assuma pra si que teve responsabilidades nesse término, nem tudo foi culpa da outra pessoa e é obvio que você de alguma maneira colaborou para que o relacionamento chegasse ao ponto que chegou.

Uma mulher reclamava que todos os seus namoros nunca duravam e assim que ela começava a se apaixonar eles terminavam com ela. Dizia que eles sumiam, não procuravam mais, não atendiam os telefonemas, viravam pó! - NENHUM HOMEM QUER NADA SÉRIO - Era o que ela acreditava fortemente.

Ela queria saber os por quês e na consulta tudo foi revelado à ela. Se ela acreditou ou não, se ela aceitou ou não, se entendeu os motivos ou não, não sei dizer, mas o que posso dizer é que ela ao menos ouviu o que nunca ninguém disse e o que jamais ela teve coragem de perguntar a si mesma. Ali naquela consulta foi mostrado à ela que toda vez que se apaixonava, ela deixava de ser ela mesma para se tornar quem o amado queria que ela fosse, havia uma perda de identidade na qual ela projetava no outro toda a razão da sua existência, o namorado passava a ser mais importante do que ela mesma e ela me questionou se isso era um problema. CLARO QUE ERA! Uma pessoa que deixa de ser si mesma se torna o quê? Uma sombra! Ela perdeu toda a energia que o fez se encantar por ela no começo, quando era ela mesma, tinha seus próprios pensamentos e desejos, quando ela era alguém. A partir do momento que passou a viver para ele, ela se apagou, perdeu o brilho, perdeu o encanto, ele deixou de admirá-la porque não via mais nada nela do que via antes. 

Aos olhos dela ele era o vilão, pois ela fazia de tudo por ele, deixava de lado seus próprios compromissos para assumir os dele, ela sempre tão servil e solícita, sempre que ele queria algo, ela logo se prontificava a fazer por ele ao passo que ele nunca estava disposto a fazer algo por ela - ELE FOI CRUEL E EGOÍSTA PORQUE NÃO VALORIZOU! - Era o que ela dizia.

Na verdade não foi ele que a desvalorizou, ela mesma não se valorizava. Ela se humilhava sem dar-se conta, ele deixou de vê-la como mulher e passou a vê-la como empregada, perdeu a admiração, perdeu o tesão.

Esse comportamento dela revelava o quanto ela sentia medo de perder o ser amado e se iludia acreditando que se suprisse todas as necessidades dele, ele não a abandonaria. Ela agia assim por não se sentir boa o suficiente para cativá-lo e mantê-lo interessado. Sentimentos de inferioridade, desvalor e medo de perder.

Ela precisava fortalecer sua auto-estima, continuar sendo ela mesma e acreditar em próprio poder, acima de tudo entender que não se segura ninguém, que as pessoas permanecem umas com as outras quando se sentem felizes juntas.

Uma outra situação foi de um homem que se apaixonou loucamente por uma mulher mais jovem, a moça estava entusiasmada com ele e feliz, até que um dia ela o traiu, ele descobriu a traição, sofreu muito, mas a perdoou. Ele não conseguia mais confiar nela, porém não queria perdê-la. A moça foi aos poucos perdendo o interesse, se afastando e ele não entendia os motivos, queria entender porque ela o tratava com tanta frieza, já que ele era carinhoso, repleto de atenções e amava.

As cartas mostraram que a moça havia se decepcionado muito com ele, ela se sentia frustrada, mas decepcionada com o quê? - ele perguntava, já que ele nunca tinha feito nada de errado e ela sim.

A decepção da moça vinha das fraquezas de atitudes dele, ela esperava dele mais força, mais determinação, mais firmeza. A falta da firmeza que ela percebia nele, fazia com que ela sentisse que ele era menos viril, faltava masculinidade nele. Ele era doce demais, suave demais, manso demais, emotivo demais e ficou ainda muito mais acentuada todas as características após a traição.

Por medo de perdê-la ele não foi agressivo, apesar de seus instintos pedirem isso, por medo de perdê-la ele não tomou atitudes mais firmes como brigar, xingar, revidar ou até mesmo colocar um fim no relacionamento. Ela esperava por isso, desta forma ela iria admirá-lo, pois veria nele a energia que a cativou no começo, mas como ele cedeu, perdoou e chorou, ela se decepcionou. Ela só esperava que ele fosse ele mesmo.

Esses são apenas dois exemplos que servem para um questionamento interno. Se os relacionamentos não vão para frente, pense um pouco, tente perceber se não há em você um comportamento mutilador da personalidade, repare se você não deixa de ser si mesmo, tente refletir se por acaso não adota o comportamento de ser servil. 

No amor e na guerra é imprescindível que haja personalidade e uma estrutura firme para o sustentar.




















7 de jul de 2015

As previsões não deram certo? Entenda por quê.

Drika Gomes taróloga
Quando alguém procura uma consulta de tarô, com certeza é porque está precisando de uma orientação, porque se sente em dúvida e inseguro em relação ao futuro. A grande expectativa geralmente está na busca de um alívio, a pessoa quer encontrar um fio de esperança, algo que a motive a acreditar que os resultados que tanto deseja são possíveis, é raro que alguém busque uma consulta de tarô sem essas expectativas e isso vem acompanhado de muita ansiedade e uma infinidade de medos.
O tarô irá mostrar então, numa consulta, exatamente aquilo que suas energias estão emanando, irá mostrar as previsões possíveis que cabem dentro do seu quadro emocional e energético e mesmo que as previsões não saiam conforme o que você esperava, o tarô vai te orientar na melhor maneira de agir, vai te mostrar os caminhos para que o seu padrão de energia  ( seus pensamentos e sentimentos) se transforme e então desta maneira, as previsões também irão se modificar. Tudo que acontece do lado de fora é um eco do que se passa do lado de dentro.

Quando numa consulta te é dada uma previsão, mas essa previsão é condicionada, por exemplo:
"- As cartas mostram que ele irá te procurar dentro de um período X, mas para que isso aconteça as cartas mostram que você  vai precisar agir de tal maneira." Ou seja, você está recebendo uma previsão, sim, mas está também recebendo um direcionamento de comportamento e atitude, portanto, para que a previsão se realize existe uma parte que cabe à você e se essa parte não for cumprida, se não houver esse esforço de dentro para fora, as previsões não irão ter força para acontecer.

Geralmente nas minhas consultas eu mostro os dois caminhos para a pessoa: "se você mantiver os mesmos pensamentos, o mesmo comportamento e atitudes as suas previsões serão estas: X, Y, Z, mas as cartas mostram que você pode transformar isso, então se houver seu esforço e dedicação na mudança dos seus padrões as cartas mostram as previsões: A, B, C."

Acontece comumente, depois de um tempo, clientes como estes voltarem lamentando-se de que as previsões não aconteceram, empurrando então toda a responsabilidade da "falha" no tarólogo, acusando: Você errou na previsão! - O melhor a fazer nestes casos é convidar a pessoa a refletir sobre o tema: Tudo bem, vamos entender as causas disso? Aprofundando nas questões vamos ver depois que a pessoa não conseguiu trabalhar no seu processo de transformação, claro que também não é culpa dela, pois as mudanças exigem esforços constantes e para que isso aconteça é preciso que a pessoa esteja fortalecida, esse fortalecimento ás vezes demora para acontecer e é aí que entra a terapêutica da consulta, que é assunto para outro artigo.

Uma cliente certa vez me procurou porque estava há muito tempo desempregada e não entendia por que não passava nas entrevistas de emprego, na consulta mostrei a ela o quanto seu padrão de energia estava em baixa, mostrei que os pensamentos dela de negativismo e autodepreciação tomavam conta do seu campo energético e faziam com que as pessoas ao seu redor a percebessem como alguém sem valor e que se ela continuasse naquela energia não iria mesmo conseguir seu emprego. Na consulta a coloquei muito consciente de tudo e foi mostrado a ela de que maneira ela mesma poderia se ajudar, como ela poderia agir e o que fazer para modificar aquele padrão. Ela então buscou forças no seu interior, fez um tratamento energético comigo e eu percebi dia após dia seus padrões irem se transformando, vi a aura desta cliente ganhando brilho. Ela se transformou por dentro e por conseguinte, a sua vida se transformou por fora, além do emprego que ela tanto queria, encontrou um grande amor como presente do universo.

Se as previsões não deram certo, pense, reflita bem em suas atitudes, o que você fez realmente para que as coisas acontecessem?



Drika Gomes
Taróloga e Terapeuta Holística